Após fracasso do plano de poder, Lula não soube fazer política para somar benefícios ao país. Preferiu pregar o caos


A história ensina que ódio não é um bom conselheiro no que se refere a seara da existência humana. Particularmente na política, que é a arte da conciliação. Neste quesito, o presidente Michel Temer está dando um show no ex-presidente Lula, que sempre fez política com o fígado.
Este foi um dos principais ingredientes do fracasso das esquerdas no país. A falta de capacidade de dialogar, de buscar o consenso, de saber negociar e contemporizar. O problema de Lula, do PT e dos representantes da esquerda brasileira foi a falta de inteligência, a falta de sensibilidade e a incapacidade de fazer a leitura certa de um momento bastante traumático da história do país. Logo após o impeachment, o Brasil carecia mais do que nunca da conciliação da classe política para restabelecer o mais rapidamente níveis razoáveis de estabilidade política e econômica tendo em vista o número fabuloso de desempregados no país.

Fonte: Após fracasso do plano de poder, Lula não soube fazer política para somar benefícios ao país. Preferiu pregar o caos | Imprensa Viva

Anúncios

Obrigado por seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s