Sem salários, sem bolsas, sem aulas: UERJ agoniza com o descaso pela educação no Rio


Considerada uma das melhores universidades do país e com quase 70 anos de tradição, a UERJ se vê abandonada pelo governo em meio à falência do Estado do Rio de Janeiro. De quem é a culpa? Como as quase 60 mil pessoas da comunidade da UERJ estão sendo afetadas?Em nota publicada em 31 de julho, a reitoria da UERJ anunciou a suspensão por tempo indeterminado do ano letivo de 2017, agravando ainda mais a crise de uma das mais importantes universidades do país e deixando incerto o futuro de mais de 45 mil estudantes. O cenário também é desesperador para os mais 8,5 mil funcionários ligados à UERJ. Os servidores já estão há quatro meses sem receber salário, além do 13º que também não foi pago.Ainda em janeiro deste ano, o reitor da universidade Ruy Garcia Marques publicou uma carta aberta acusando o governo do Estado de “sucatear a UERJ por absoluta falta de visão estratégica”. Em entrevista à Sputnik Brasil, o professor do Departamento de Letras da UERJ, Renê Forster, afirmou que a crise em que se encontra a UERJ tem como causa a “inversão de prioridades do governo” em relação à educação. “A crise da UERJ é fruto de uma crise geral do Estado e o principal causador dessa crise é uma inversão de prioridades do governo”, afirma.

Fonte: Sem salários, sem bolsas, sem aulas: UERJ agoniza com o descaso pela educação no Rio – Sputnik Brasil

Anúncios

Obrigado por seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s